Pages

19 novembro, 2008

tuDO poESIA

Tudo vira poesia
quando o sonho é bem vindo
quando o amor não é visto
quando o sentir é doloroso

Tudo vira poesia
quando longe se encontra
quando não vejo esperança
quando sofrer não passa de um
inusitado momento de desesperança

Tudo vira poesia
quando me lembro dos velhos dias
quando almejo o porvir
quando releio as antigas cartas, escritas a mim
por um certo alguém

Tudo poesia pode vira
basta deixar o sentimento pulsante agir
e a imaginação ressoante transformar
e os temores passarem pr’além da imaginação



Jones Moreira
Postar um comentário