Pages

01 novembro, 2008

Intervalo

“o som é um traço entre o silêncio e o ruído”
Silêncio - som sem ruído
intervalo imprevisto
do dito pelo não dito
do ponto que não foi escrito
desta forma o Silêncio logo foi visto
sem cor / nem destinação
silêncio, quase sempre, vêm
após um não
Choro...
gemidos...
velas...
caixão.
som fúnebre
foi-se mais um irmão
um minuto em ordem de respeito
– desrespeito - sociedade
crianças nas estradas – lutando pelo pão
trabalho física/mente os políticos
redução de pobreza
melhor educação
escola do “povo” é a construção
escravismo - tormento
que entorpece e agoniza
a história - som...
sentido de desabafo
desordem/ordem e progresso
caos – musicaos
limites confundidos
fragmentos dos séculos concedidos
projetados – SILÊNCIO!
Postar um comentário